<BODY> ~*~* SEBASTIAN UM PROPÓSITO DE DEUS!!! *~*~



Sobre Nós


MEU NOME É VANESSA
SOU PAULISTANA
NASCI NO DIA 13/06 E HOJE MORO EM FORTALEZA, CE.
FUI AGRACIADA COM ALGUNS PRESENTES DE DEUS.
O PRIMEIRO É MEU AMADO ESPOSO HEIKO.
O OUTRO FOI O SEBASTIAN, NOSSO FILHO.
O SEBASTIAN FOI UM PRESENTE NÃO SÓ POR TER TRAZIDO ALEGRIA E MATURIDADE A NÓS.
MAS, POR TER NOS ENSINADO E OFERECIDO MUITO MAIS DO QUE PODERÍAMOS LHE OFERECER.
ELE NOS ENSINOU SOBRE UM AMOR SEM LIMITES.
SOBRE HUMILDADE.
SOBRE FÉ.
FIZ JORNALISMO, ESTUDEI ESTÉTICA
E HOJE FAÇO FISIOTERAPIA.
ASSIM SOU EU.
AMO APRENDER.
AMO MEU DEUS.
AMO MINHA FAMÍLIA. O SEBASTIAN PERMANECEU CONOSCO 5 ANINHOS.
SENDO- ME ENTREGUE POR DEUS NO DIA 04/07/2001
E ME PEDIDO DE VOLTA NO DIA 19/09/06.
SE O CÂNCER O LEVOU PARA O CÉU....
BEM, EU PREFIRO PENSAR QUE NÃO.
ELE ERA GRANDE DEMAIS PARA UM CÂNCER.
ACHO QUE ELE ATINGIU A ESTATURA PERFEITA DE DEUS
E SUA CRUZ LHE PERMITIU ATRAVESSAR PARA O OUTRO LADO....
PODERIA TER MILHÕES DE MOTIVOS PARA TODOS OS DIAS ACORDAR
E ACHAR QUE A VIDA É UMA GRANDE BRINCADEIRA
DE MAL GOSTO DE DEUS.....
MAS, AO CONTRÁRIO
TODOS OS DIAS EU AGRADEÇO POR FAZER PARTE DE TUDO ISSO.
POIS O QUE ME ESPERA.....
EU JAMAIS CONSEGUIRIA DESCREVER.....
ENTÃO.....SE VOCÊ JÁ ESTÁ AQUI,
PORQUE NÃO NOS CONHECE?



Nossos Vídeos






Contato





Link-me







Tempo






Passado

Visitinhas



Ganhamos



Créditos

sábado, 7 de julho de 2007

NEUROBLASTOMA


Bom dia! A paz!


Ontem eu recebi muitos comentários a respeito do descaso da saúde e quero dizer que passamos por experiências ainda mais desastrosas. E isso precisa ser mudado, urgente!!!!

Ao chegarmos no Hospital São Luís, não tínhamos idéia do que nos esperava, mas tinhamos a certeza de que fariamos tudo que estivesse ao nosso alcance. A primeira decisão que tomamos é proibir as visitas emocionalmente fragilizadas. E há muitas. Eu proíbe terminantemente que o vovô, a tia, os amigos que nos visitavam entrassem no quarto chorando ou velando alguém que estava vivo....eu os orientava a agirem com a maior naturalidade possível, enxergando o Sebastian como eu o enxergava: Curado!!!!

Nossa postura, passou a ser decisiva quanto ao relacionamento que estabelecemos ali. Em momento algum eu transmitia para o Sebastian medo ou tristeza. Eu levei para o quarto do hospital todos os seus brinquedos, os dinossauros, carrinhos e o inseparável video-game.

Cada funcionário que entrava no quarto eu saudava com alegria, sempre contagiante. Não deixava ninguém entrar no quarto com tristeza ou raiva. Eu queria que todos que estavam ali fizessem o que lhe competia fazer com amor. Não sejamos hipócritas: bem sabemos, que, muitos profissionais agem mecanicamente. Porém, quando quebramos o gelo eles cuidam melhor de nossos filhos, maridos, pais etc. Talvez seja um mecanismo de defesa, sei lá!!!

Com relação tínhamos um nome e se chamava Neuroblastoma. E eu queria aprender tudo que pudesse a respeito. E o fiz!

As imagens mais específicas apontavam que o Sebastian tinha um tumor primário na supra renal(glândula acima do rim) do tamanho de uma laranja. E possúia metástases nos ossos. E eram as metástases que nos possibilitaram descobrir a doença. Ele não tinha dores abdominais. E sim nos ossos! Normalmente quanto mais disseminado o câncer, maior a batalha, menores as chances. E isso não me preocupava, pq Deus é um Deus de milagres. O que eu queria é que o tratamento começasse o mais rápido possível, pq a ampulheta havia sido virada e estávamos lutando literalmente contra o tempo.

A equipe que nos havia sido designada pelo Hospital, não tinha sido escolha nossa, mas, quando vc recebe a notícia, vc não filtra muita coisa. Até mesmo porque era a mesma equipe do melhor hospital (ou um dos melhores, na opnião de muitos não na nossa) e tinha tratado um grande nome da música sertaneja. O primeiro dia programado para a QT(quimioterapia) deveria ter começado com a infusão do medicamento as 10h da manhã. Já eram 17h da tarde e nem um telefonema.

Na manhã seguinte o Seba começou a QT. E nós começamos a orar para que ele respondesse. Pq sabíamos que a cura dependia das respostas dele ao tratamento.

A equipe oncológica responsável pelo Sebastian era composta por 3 médicos. Um deles ao passar a visita fez algo no mínimo de uma arrogância sem igual.

Eu estava engolindo tudo o que podia e mais um pouco sobre a doença, tratamento, prognóstico. tudo que fosse pertinente para o tratamento do Sebastian eu aprendia. Quando comecei a inquiri-lo ele na maior prepotencia que eu já vi me falou:

A senhora é médica?

Eu falei não porque?

aHHHHHHHHHHH......ENNTENDO......ENTÃO A SUA FUNÇÃO É REZAR O MÉDICO SOU EU!?

Me perdoem amados....mas , é obrigação o médico explicar e sanar qquer dúvida sobre o tratamento. É o meu filho e não o dele que está ali. E Deus só existi um! E com certeza não era ele.

A nível de curiosidade eu havia perguntado sobre como aquele quimioterápico agia. Foi demais o que perguntei???
Daquela hora em diante....percebi que meu filho não precisava de médicos que se julgam deuses, mas, de médicos que amam vidas. De estrelismo eu deixo para Rede Globo.

Comecei a entender sobre direitos e deveres, aliás fica a dica, leiam o livro Câncer Direito e Cidadania, da autora Antonieta Barbosa.

Aprendi que todos os exames que ficam no posto de enfermagem são direito do paciente. São documentos seus e não do hospital. Documentos que vc pode e deve ter acesso o momento que quiser. E tomei coragem para ouvir uma segunda opnião, afinal, o que outros profissionais acham do caso dele?


(to be continued)



Ás 11:42
|

**Comente Aqui Também**
3 Recadinhos também!