<BODY> ~*~* SEBASTIAN UM PROPÓSITO DE DEUS!!! *~*~



Sobre Nós


MEU NOME É VANESSA
SOU PAULISTANA
NASCI NO DIA 13/06 E HOJE MORO EM FORTALEZA, CE.
FUI AGRACIADA COM ALGUNS PRESENTES DE DEUS.
O PRIMEIRO É MEU AMADO ESPOSO HEIKO.
O OUTRO FOI O SEBASTIAN, NOSSO FILHO.
O SEBASTIAN FOI UM PRESENTE NÃO SÓ POR TER TRAZIDO ALEGRIA E MATURIDADE A NÓS.
MAS, POR TER NOS ENSINADO E OFERECIDO MUITO MAIS DO QUE PODERÍAMOS LHE OFERECER.
ELE NOS ENSINOU SOBRE UM AMOR SEM LIMITES.
SOBRE HUMILDADE.
SOBRE FÉ.
FIZ JORNALISMO, ESTUDEI ESTÉTICA
E HOJE FAÇO FISIOTERAPIA.
ASSIM SOU EU.
AMO APRENDER.
AMO MEU DEUS.
AMO MINHA FAMÍLIA. O SEBASTIAN PERMANECEU CONOSCO 5 ANINHOS.
SENDO- ME ENTREGUE POR DEUS NO DIA 04/07/2001
E ME PEDIDO DE VOLTA NO DIA 19/09/06.
SE O CÂNCER O LEVOU PARA O CÉU....
BEM, EU PREFIRO PENSAR QUE NÃO.
ELE ERA GRANDE DEMAIS PARA UM CÂNCER.
ACHO QUE ELE ATINGIU A ESTATURA PERFEITA DE DEUS
E SUA CRUZ LHE PERMITIU ATRAVESSAR PARA O OUTRO LADO....
PODERIA TER MILHÕES DE MOTIVOS PARA TODOS OS DIAS ACORDAR
E ACHAR QUE A VIDA É UMA GRANDE BRINCADEIRA
DE MAL GOSTO DE DEUS.....
MAS, AO CONTRÁRIO
TODOS OS DIAS EU AGRADEÇO POR FAZER PARTE DE TUDO ISSO.
POIS O QUE ME ESPERA.....
EU JAMAIS CONSEGUIRIA DESCREVER.....
ENTÃO.....SE VOCÊ JÁ ESTÁ AQUI,
PORQUE NÃO NOS CONHECE?



Nossos Vídeos






Contato





Link-me







Tempo






Passado

Visitinhas



Ganhamos



Créditos

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

OBRIGADO POR ME AJUDAR!!!


















Boa noite, gente!


Me perdoem a demora para postar, na verdade eu tô apanhando do computador para transformar um dvd em um filme avi e diminuir o tamanho para postà-lo. Eu estou esgostada de tanto baixar programas e......NADA!!!! Aliás eu apanho pra caramba!!!! A minha sorte é que eu gosto de fuçar....foi assim que descobri o blog, tentativa e erro, tenho procurado alguém para repaginar o layout....facilitar o modo de postar, colocar links, enfim, deixar mais funcional, mas, até agora, Deus não me mandou ninguém....todos os contatos anteriores não deram em nada....se alguém entender ou souber, me avise.....ok?
Quanto aos comentários foi maravilhoso ver algo q foi comum em todos os comentários....todos se emocionaram e eu francamente, imaginei que talvez muitos fossem não se identificar....sei lá.....foi delicioso perceber como Deus age como quer....fiquei muito feliz....ainda não desisti de colocar um pedacinho do filme do aniver dele,para vcs ouvirem ele falando....a sua vozinha tão doce e sua gargalhada....orem por isso....rsrsrsr

Bom...feriadão chegando, eu estou me sentindo bem esgotada, as vezes, me parece uma virose, mas, que está incubada....eu tenho um sono que não larga do meu pé! TÔ super empenhada nos treinos do futebol, joelho roxo, cotovelo ralado, dedos doloridos (eu já disse que sou a goleira???), mas, imensamente feliz! Estou amando jogar no time da faculdade.....ficar dolorido por praticar algum esporte, eu precisava me mexer urgente!!!! Mas, não é isso que me trouxe aqui hoje, na verdade, o que vou postar me arremete a um grande sofrimento, pela lembrança remexida, mas, não poderia prosseguir sem expor esse acontecimento....

Prá quem me acompanha desde o começo, sabe que eu já falei rapidamente sobre o Émerson, meu filhote de coração. Ele também tinha câncer, um tipo dificil,chamado Rabidomiossarcoma das partes moles, que estava localizado na sua mandíbula. Tal neoplasia infelizmente lhe deformou dia apos dia o semblante....lhe conferindo um aspecto castigado. SEus olhinhos eram sempre tristonhos....era notável a sua dificuldade de lidar com a curiosidade alheia, com as cças curiosas, com a própria imagem refletida no espelho....na verdade era penoso!
O Émerson era uma daquelas cças arredias, introvertidas, caladas. O primeiro dia que o conheci, foi o mesmo da primeira consulta do Sebastian, naquela época ele também estava iniciando o tratamento, porém, ele vinha de uma sucessão de cirurgias mal sucedidas realizadas no sistema público de saúde. E isso lhe deixara em imensa desvantagem em relação a doença. Mais tarde eu viria saber que sua condição financeira era muito precária, filho de um humilde trabalhador e de uma mãe que não trabalhava. As adversidades eram enormes. O bacana da clínica é que as mães eram obrigadas a se misturarem com as mais diferentes classes. Tinha mãe que viajava do Uruguai para SP toda semana. Tinha cças que vinham com motoristas particulares...e tinha os que não sabiam como chegar lá, e isso foi enfriquecedor....porque ajudávamos e éramos ajudadas.....as pessoas mais simples tendem a confiar mais em DEus. Óbvio que nem todos se misturavam, alguns se isolavam em quartos individuais, como se o tto fosse motivo de vergonha, aliás, isso é mais comum do que imaginamos, não são todas as pessoas que conseguem lidar com a doença mesmo após a cura....é como um grande fantasma....um grande medo, que é melhor ficar no oculto!
Voltando.....o Émerson, foi um apaixonante desafio, eu tenho muita afinidade com cças, muita mesmo....então as cças, me esperavam de manhã na clínica, e foi assim com brincadeiras, histórinhas, coceguinhas, palhaçadas, que fui conquistando o carinho daquelas cças, a confiança, o amor. Tal amizade, começou a certa altura me ser penosa tambem....pois, muitas foram partindo.....e por vezes, algumas cças pediam para as mães me ligarem....elas queriam me ver....Foi uma experiência dificil....principalmente, pq o SEbastian nessa época ia muito bem, então, algumas vezes no velório eu ouvia: Ah, VAnessa, acho que daquela clínica só o Sebastian vai vencer!!! Isso ficou tão gravado em mim, que num certo ponto eu passei a me achar indigna da vitória.....pq aquelas cças não iam bem no tto? Aquelas mães tinham tanta fé como eu? Pq? Pq não venceram?
Perguntas que passaram a me corroer internamente.....e prejudicar minha confiança em Deus.
Dois meses depois da festinha do Sebastian, eu tive que lidar com a primeira experiência dolorosa de perda para mim.....tamanho o meu amor.
Eu ja sabia do estado irreversível da doença do Émerson, mas, esperava por um milagre. O milagre que aconteceu, foi o dele dormir na minha casa, passar a noite lá, conosco. Na ocasião eu fiquei acordada a noite toda, pois o Émerson tomava morfina para suportar a dor terrível, mas, de 2 em 2 horas, o efeito passava e ele se contorcia de dor.....naquela época eu jamais havia passado por isso. O SEbastian ão tinha dores, aliás naquela época ele para nós estava curado. Foi muito impressionante aquilo.
Bem, mencionei ser um milagre ele ficar em casa, pois seu pai, dificultava e muito a minha convivência com o Émerson....ele me amava tanto, que seu pai sentia ciúmes, e eu entendia perfeitamente. Para o Émerson eu era a fadinha azul do pinóquio. Eu lhe dava brinquedos, ajudávamos financeiramente, eu tentava colocar um pouco de alegria numa realidade tão dura. Quando o papai dele deixou ele ficar ali, ele realizou um sonho.....ele sempre pedia para dormir na minha casa, passar o dia comigo. Que bom que aconteceu....
Só que numa sexta-feira pela manhã, meu telefone tocou, a voz do outro lado me era familiar embora pela primeira vez a ouvisse embargada.
-Amiga, é vc? O que aconteceu? Foi alguma coisa com o Émerson?
-Van, é melhor vc vir para cá, o Émerson quer te ver!
-Aonde vc está?
-NO GRAACC disse ela.
-Estou indo agora! e desliguei.
LIguei para minha mãe que por acaso estava indo se encontrar comigo e disse desse jeito:
-Mãe, eu vou para o GRAACC, o Émerson tá me chamando.
-Me espera eu tô chegando!!!!disse minha mãe.
_Não vai dar tempo mãe!!!! Tchau!!!!!

Meu coração havia se esprimido de tal forma que eu sabia que ele estava indo. Para sempre.....
Cheguei lá, fui direto para o quarto e a cena que me deparei me chocou de tal forma que foi quase impossível conter as lágrimas.
Naquele quarto estavam o Cazuza, a Dami e o Émerson. Mas, meu menino estava tão inchado, q eu quase não o reconheci....a última vez que o tinha visto fora no aniver do Seba e ele estava relativamente bem....como o Gú não ia mais para clinica eu não o via com tanta frequencia agora....
O Émerson já demonstrava profunda agonia ao respirar, e quando me viu no quarto, aquele quadro se agravou, ele tentava desesperadamente me dizer algo, que jamais saberei o q era.....
Eu o peguei no colo, de tão magrinho q estava, e o abracei carinhosamente aninhando ele no peito e disse no seu ouvido:

-Filhinho, eu amo vc....amo tanto que preciso lhe dizer que sou agradecida, por vc me permitir te amar, por ter aceitado a minha amizade, por ter me feito tão feliz, é uma honra para mim conhecer vc!
Em seguida saí com a Damiana que naturalmente não podia aceitar aquela situação e exigia que o médico fizesse algo, alguma coisa....
Eu fui com ela a´te a médica e expliquei para ela, que nada do que fosse feito, mudaria aquela situação....o Émerson tinha um tumor espalhado a nível cerebral, e seu estágio era irreversível.....
Chorando com ela lhe aconselhei a entrar no quarto, dizer para ele o qto ela o amava, o quanto o desejou ocmo filho, mas, se ele estava cansado que fosse para junto de DEus que ela entenderia...
E assim ela o fez.....e em seguida ele foi.....
REstavam ali somente nos três e o médico......e a imensa dor.....
Eu jamais havia pássado por aquilo, ver alguém partir na minha frente.... Foi terrível!
Inacreditavelmente eu e o Heiko cuidamos da papelada, cartório, tentando poupar nossos amigos.....Mais tarde não conseguiria fazer nada disso....
Agora, se não bastasse toda a dor da perda, o que ocorreu no dia seguinte no velório foi algo indescretível, a não ser pela palavra: desumano.

O Émerson foi enterrado em um cemitério bem simples em São bErnardo SP. Durante o velório percebi que o pai foi chamado pela administração do cemitério e voltou transtornado. Sabem por que????
Porque haviam digitado uma data errada na certidão de óbito e dessa forma o menino não poderia ser enterrado, teria que voltar para o IML e aguardar lá.
Eu eo Heiko imediatamente fomos para lá, nos dispomos a ir atrás do cartório e providenciar a correção. E o homem permanecia irredútivel. Eu então perdi a paciência e comecei a falar se o CARA não tinha filhos....se ele achava certo, um homem tão simples não ter nem o direito de se despédir do filho por ter que se preocupar com esse papel, q nós não entendíamos o pq de tanta inflexibilidade. Era dinheiro o problema???
A situação ficou de um jeito fque precisei chamar a polícia. Se não fosse suficiente todo sofrimento ainda ocorreu esse desgaste. Com a chegada da PM o menino pode ser sepultado, mas, aquela atitude me revolta até hoje.
A que ponto as pessoas chegam???


Vou parar por aqui....me perdoem....mas não consigo mais.....

A propósito, qdo disse que os ajudava financeiramente, quero deixar bem claro que não menciono isso para me engrandecer, conhecer essa família tem sido para mim e o Heiko motivo de orgulho, hoje somos muito amigos, minha relação com eles é de profundo amor e gratidão. Jamais poderia deixar qquer dúvida sobre a importãncia de ter tido a oportunidade de ser um ser humano melhor convivendo com eles.

Para vc amado Émerson, mais uam vez, deixo registrado todo o meu amor, todo o me carinho, mas, tenho certeza que o Sebastian tem lhe feito companhia no céu. Cuide dele para mim......até breve meu valente!!!!!



Na foto....o Émerson está entre o Salsicha e o SEbastian, com um moleton preto.



Ás 21:52
|

**Comente Aqui Também**
64 Recadinhos também!