<BODY> ~*~* SEBASTIAN UM PROPÓSITO DE DEUS!!! *~*~



Sobre Nós


MEU NOME É VANESSA
SOU PAULISTANA
NASCI NO DIA 13/06 E HOJE MORO EM FORTALEZA, CE.
FUI AGRACIADA COM ALGUNS PRESENTES DE DEUS.
O PRIMEIRO É MEU AMADO ESPOSO HEIKO.
O OUTRO FOI O SEBASTIAN, NOSSO FILHO.
O SEBASTIAN FOI UM PRESENTE NÃO SÓ POR TER TRAZIDO ALEGRIA E MATURIDADE A NÓS.
MAS, POR TER NOS ENSINADO E OFERECIDO MUITO MAIS DO QUE PODERÍAMOS LHE OFERECER.
ELE NOS ENSINOU SOBRE UM AMOR SEM LIMITES.
SOBRE HUMILDADE.
SOBRE FÉ.
FIZ JORNALISMO, ESTUDEI ESTÉTICA
E HOJE FAÇO FISIOTERAPIA.
ASSIM SOU EU.
AMO APRENDER.
AMO MEU DEUS.
AMO MINHA FAMÍLIA. O SEBASTIAN PERMANECEU CONOSCO 5 ANINHOS.
SENDO- ME ENTREGUE POR DEUS NO DIA 04/07/2001
E ME PEDIDO DE VOLTA NO DIA 19/09/06.
SE O CÂNCER O LEVOU PARA O CÉU....
BEM, EU PREFIRO PENSAR QUE NÃO.
ELE ERA GRANDE DEMAIS PARA UM CÂNCER.
ACHO QUE ELE ATINGIU A ESTATURA PERFEITA DE DEUS
E SUA CRUZ LHE PERMITIU ATRAVESSAR PARA O OUTRO LADO....
PODERIA TER MILHÕES DE MOTIVOS PARA TODOS OS DIAS ACORDAR
E ACHAR QUE A VIDA É UMA GRANDE BRINCADEIRA
DE MAL GOSTO DE DEUS.....
MAS, AO CONTRÁRIO
TODOS OS DIAS EU AGRADEÇO POR FAZER PARTE DE TUDO ISSO.
POIS O QUE ME ESPERA.....
EU JAMAIS CONSEGUIRIA DESCREVER.....
ENTÃO.....SE VOCÊ JÁ ESTÁ AQUI,
PORQUE NÃO NOS CONHECE?



Nossos Vídeos






Contato





Link-me







Tempo






Passado

Visitinhas



Ganhamos



Créditos

segunda-feira, 19 de maio de 2008

Acaso andarão dois juntos, se não estiverem de acordo? (Amós 3:3)



Azul. Amarelo.Quente. Frio.Sol. Chuva.Verão. Inverno.Preto. Branco.Doce. Salgado.Cima. Baixo.Praia. Campo.Deus. Diabo.Fé. Razão.Pessimismo. Otimismo...
Isso são apenas alguns exemplos do quanto podemos ser indecisos. Ou pior, vivermos em desacordo.
Quão desgastante se torna qualquer relação, aonde, há mais divergências do que pontos em comum....a vida torna-se um ringue....uma disputa....para saber qual vontade prevalecerá.
Imagine uma relação profissional, aonde, você discorda na maior parte do tempo do seu chefe, ou, vice-versa. Imagine um funcionário, que a cada ordem, questiona seu pedido.
Desgastante? Com certeza!
E se essa situação se estende-se nos nossos lares? Entre maridos e esposas. Filhos e pais?
O nível de energia dispensada na famosa D.R (discussão de relação), para impor vontades, ao invés de proporcionar escolhas.
Não seria mais fácil, ao invés de tentarmos impor, optarmos por ceder?
Aonde está o âmago da questão que nos aflige? Concordar com a opnião contrária, ou apenas, evitar a discussão, é sinal de fraqueza?
Veja bem, não estamos falando de assuntos delicados, defeitos de caráter, passividade no relacionamento. O que estou expondo é que na maioria absoluta das vezes, nos desgastamos só para provar que estamos certos. Que o nosso jeito é correto. Que nossa necessidade é prioritária.
Ao olharmos nossas relações, temos que olhar também, que se estamos envolvidos, a felicidade do outro também é a nossa.
Se buscamos apenas nossa própria satisfação, geramos um clima de competição, quer seja na empresa, na família, no casamento.
Certa vez, escutei uma comparação deveras perspicaz....
O casamento naõ é uma partida de tênis. O casamento é um jogo de frescoball.
Numa partida de tênis, tudo o que importa é você marcar pontos. E vencer o oponente. É vc se sobressair em contrapartida ao adversário. Não há união. Não há tolerância. Não há servir. Apenas importa que UM vença.
No frescoball as regras são completamente diferentes. Ainda que seja 2 participantes. Uma bolinha. Duas raquetes.
O objetivo deste jogo é não deixar a bolinha cair no chão. É preciso cooperação. Incentivo. Confiança. Trabalho em equipe. União. Não há perdedor ou vencedor. Se a bolinha cai....OS DOIS PERDEM.
Se o amor não está dentro da relação (casamento)
Se o respeito e a submissão não estão no ambiente profissional
Se a tolerância não está entre os familiares
Todos PERDEM!!!
É impossível cultivar, frutificar e permanecer dentro de uma relação com objetivos diferentes. Um pé querendo ir para cima. O outro pé querendo ir para baixo. Vc naõ sai do lugar.
Temos nossas particularidades. Nossa individualidade. Mas, naõ precisamos fazer das diferenças o centro de nossa vida. Ela é parte de vc. Mas, vc não é só isso.
Quando amamos alguém, temos prazer em ver o outro feliz. Quando nossos filhos nos pedem algo, é impossível, não nos esforçamos para atender seus pedidos. Sem excessos, claro! Porque os pedidos de nossos maridos são tão dificeis de atender.
Conheço mulheres que só para serem do contra, fazem tudo para irritar os esposos...ao invés de agradá-los.
Vejo maridos que se esforçam para serem tão machistas ao ponto de viverem como se fossem o centro da relação e os únicos a precisarem de algo.
O Heiko, há alguns dias atrás me disse algo incrível. Ele após orar, antes de sair para o trabalho, sussurou para mim:
-Hoje eu pedi que nosso casamento fosse de três para Deus.
Meio sonolenta, eu perguntei.....Hã? O que vc disse pra Deus?
_Que nosso casamento fosse um casamento de 3!
Como assim???-indaguei.
Eu, Você e o Senhor. Eu o convidei para fazer parte de nossas vidas. E se sentir a vontade para operar no nosso meio.
Fica tão mais fácil, quando colocamos no Centro....Deus, e nos comprometemos a fazer feliz o outro, como gostariamos que nos fizessem!!!
Utopia? Não creio!
Difícil? Um pouco!
Impossível? Só se você não arriscar jogar frescoball...e passar a vida toda jogando tênis.....

Relacionamentos são dificeis. São complicados. Mas, podem ser maravilhosos...quando passamos a olhar o outro como projeto de Deus, que merece ser amado e respeitado.

Seu chefe faz tudo errado? O que vc tem conseguido reclamando????
Seu marido não suporta ficar em casa com vc? O que vc tem feito para tornar seu lar um lugar de harmonia e paz?
Sua esposa está infeliz? O quanto suas necessidades tem sido o foco da sua relação?

Ceder naõ significa perder. Significa Amadurecer.Perceber que tentar provar que estamos certos pode custar mais do que se estivéssemos errados.

Vamos jogar frescoball??? Que tal passar a andar de comum acordo?


Boa semana!!!

Shalom Adonai Shalom!



Ás 02:19
|

**Comente Aqui Também**
8 Recadinhos também!