<BODY> ~*~* SEBASTIAN UM PROPÓSITO DE DEUS!!! *~*~



Sobre Nós


MEU NOME É VANESSA
SOU PAULISTANA
NASCI NO DIA 13/06 E HOJE MORO EM FORTALEZA, CE.
FUI AGRACIADA COM ALGUNS PRESENTES DE DEUS.
O PRIMEIRO É MEU AMADO ESPOSO HEIKO.
O OUTRO FOI O SEBASTIAN, NOSSO FILHO.
O SEBASTIAN FOI UM PRESENTE NÃO SÓ POR TER TRAZIDO ALEGRIA E MATURIDADE A NÓS.
MAS, POR TER NOS ENSINADO E OFERECIDO MUITO MAIS DO QUE PODERÍAMOS LHE OFERECER.
ELE NOS ENSINOU SOBRE UM AMOR SEM LIMITES.
SOBRE HUMILDADE.
SOBRE FÉ.
FIZ JORNALISMO, ESTUDEI ESTÉTICA
E HOJE FAÇO FISIOTERAPIA.
ASSIM SOU EU.
AMO APRENDER.
AMO MEU DEUS.
AMO MINHA FAMÍLIA. O SEBASTIAN PERMANECEU CONOSCO 5 ANINHOS.
SENDO- ME ENTREGUE POR DEUS NO DIA 04/07/2001
E ME PEDIDO DE VOLTA NO DIA 19/09/06.
SE O CÂNCER O LEVOU PARA O CÉU....
BEM, EU PREFIRO PENSAR QUE NÃO.
ELE ERA GRANDE DEMAIS PARA UM CÂNCER.
ACHO QUE ELE ATINGIU A ESTATURA PERFEITA DE DEUS
E SUA CRUZ LHE PERMITIU ATRAVESSAR PARA O OUTRO LADO....
PODERIA TER MILHÕES DE MOTIVOS PARA TODOS OS DIAS ACORDAR
E ACHAR QUE A VIDA É UMA GRANDE BRINCADEIRA
DE MAL GOSTO DE DEUS.....
MAS, AO CONTRÁRIO
TODOS OS DIAS EU AGRADEÇO POR FAZER PARTE DE TUDO ISSO.
POIS O QUE ME ESPERA.....
EU JAMAIS CONSEGUIRIA DESCREVER.....
ENTÃO.....SE VOCÊ JÁ ESTÁ AQUI,
PORQUE NÃO NOS CONHECE?



Nossos Vídeos






Contato





Link-me







Tempo






Passado

Visitinhas



Ganhamos



Créditos

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

2011 APRENDENDO A ESPERAR
Olá amados! Estamos na reta final de 2011. A cinco dias de um novo ano. De novas conquistas. Não poderia deixar que 2012 chegasse e eu não postasse nada. Vamos lá! O ano da renúncia...da espera Literalmente 2011 foi o ano que abri mão de praticamente tudo. Rendida. Totalmente rendida. Foi o ano de olhar pra dentro. E nem sempre é fácil. Olhar pra fora traz sempre perspectivas novas. Desafios. Eu amo desafios. Olhar para dentro traz desconforto. Você percebe o que está bagunçado. Você vê o que precisa ser removido. O que perdeu o valor. É o momento de deixar o velho ir. Você se organiza mais. Você se sente sozinho. Depois de um furacão que passamos em Fortaleza, depois de tantas lágrimas, das injúrias, dos obstáculos, deixamos tudo pra trás literalmente. Deixamos os frutos, deixamos os sonhos, os amigos, os ministérios, as promessas tentando permanecer ouvindo a voz de Deus em meio a tão densa névoa. Podíamos ouvir ainda, vozes distorcidas, maldizentes, maliciosas. Podíamos sentir ainda tristeza...nem sempre a vontade de Deus faz sentido.... Mas, não retrocedemos e nem paramos no meio da neblina. Tateando no escuro, lembrei que sou ovelha e que preciso distinguir a voz do Bom Pastor. Voltar pra casa, nem sempre parece saudável. No ínicio pensei que fosse derrota. Voltar. Aprendi nesse ano que voltar não signifca retroceder. A Bíblia inúmeras vezes, nos fala de voltar e reorganizar. Recomeçar nem sempre significa partir do zero. 2011 me ensinou isso. Nas coisas comuns, deixei o macro para estar no micro. Deixei a casa com jardim e cajueiro. No meio do nada. Para morar no apartamento enxuto no meio mais badalado. Nesse ano eu perguntei porque? qual a razão? qual a finalidade? Extremos. Deus nos forja nos extremos. Ao me desfazer de tudo que havia juntado em 5 anos de Fortaleza, vi que precisava de menos do que imaginava. Aprendi a viajar levando pouca bagagem. 2011 me ensinou quão grande é a fidelidade de Deus. Que no meio da tormenta, enquanto tudo desmoronava ao meu redor, me pedia para crer que Ele faria mais. E Ele fez. Num estalar dos dedos. Me tirou do meu opóbrio. Me livrou do meu agressor. Me fez livre novamente. A perda do Sebastian, me ensinou algo de extrema importância. Deixar partir. Se pude entregar um filho, porque não entregaria as demais coisas? Como não confiaria que Deus sabe o tempo certo de tudo? A quem exaltar, a quem derribar. Importa agradar a Deus! Desde que cheguei aqui, deixei o altar da igreja aonde constantemente dirigia a adoração, para aprender a adorar estando sozinha. Sentia falta de viver meu chamado....de louvar, de pregar. 2011, tive apenas Jesus como ouvinte. Ele pregou pra mim, e eu preguei apenas para meu caderno profético. Fui abastecida de visitações da presença de Deus, a quem compartilhei apenas comigo. Não houve convites. Não houve congressos. Não houve grupo. Não houve banda. Não ouve amigos para orar juntos. Esse ano, estive mais sozinha do que já pude imaginar. Mas, a verdade é que eu jamais estive. Fui forjada a altas temperaturas, a buscar alimento apenas para mim. Para não morrer de fome, nem de sede. Quem cozinha sabe que não há menor graça em cozinhar apenas pra si. O legal é preparar a janta pra família. Ver as pessoas saborearem a comida. Aprendi que se não cozinhasse pra mim...morreria de fome. Macro e micro. Fui da vida agitada para a calmaria. Por vezes a única janela que eu tinha para o mundo foi a tela do computador. No meio do camimho, pude novamente fazer uma escolha. De um lado, tudo que desejei. O ministério, o louvor, a honra, do outro a renúncia....a espera. Escolhi fazer a vontade de Deus novamente. E permaneci louvando tendo apenas Ele como ouvinte. A estar sozinha com Ele. Permaneci com a vida mais caseira que já levei desde que me casei. Cuido da casa, limpo, cozinho, lavo, passo,abasteço o blog, o face, e derramo ainda algumas lágrimas silenciosas por´cima do meu teclado. Quando oro, Ele me pede para não perder a fé. 2011 eu matei minha carne, como costumamos dizer, ao fazer algo oposto ao desejo pessoal. E fico feliz por isso. Não me deixei levar pelos meus próprios sonhos. Estou correndo e me esforçando para viver os Dele. Entendi e amadureci no conhecimento da palavra Um. Ser um. Se fazer um. Existe tempo pra se estar no meio. Existe tempo para se estar fora. Aprendi que se meu marido não viver o chamado dele pouco importa o meu. Intercedi mais depois disso. 2011 está chegando ao fim....meu processo talvez esteja também....talvez não.... Ainda não tenho nada definido sobre 2012. Mas, tenho expectativas sobre ele. Sobre a colheita, sobre o chamado, sobre as promessas que possuo. Me despeço desse tempo, agradecida, porque os manjares e os prazeres desse mundo não puderam me seduzir. Cresci como pessoa. Cresci como esposa. Cresci como filha. Como mãe. Como serva. Obrigada pelos amigos, que me fizeram companhia pela janela do blog. Que me ouviram. Que semearam. Obrigado por que não é fácil falar do amor de Deus, expor minhas fraquezas, meus medos, minha dor....talvez você seja um....apenas mais um....lutando contra a maré....tentando fazer a diferença....2011 me ensinou que ser um, se sentir um, pode fazer toda a diferença. Aprendi que quando se tem pouco recurso, se costuma ter mais fé. Quando tudo vai mal, você consegue buscar mais. Ao passo que quando se tem uma vida confortável, a tendência é buscar menos. Nos acostumamos com a tranquilidade. Podemos deitar e relaxar. Ledo enganO! Temos que permancer vigilantes todo o tempo. O tempo todo. Se o mar agita, estamos atentos. Se a calmaria chega permanecemos vigilantes. Que em 2012 possamos viver mais Cristo em nós! E já seremos pleno de tudo que precisamos! Toda vez que Jesus me pede algo eu costumo me alegrar. Porque sei que no Reino de Deus a matemática é outra. Quanto mais entrego, mais dou, mais abençoada sou. Quanto mais me sinto fraca, mais forte sou! Quando sou humilhada, a Palavra diz que apenas os humilhados são exaltados. Quando me sinto faminta, sei que serei saciada. Quando sou escarnecida, Cristo é Glorificado! 2011 foi o tempo de esperar.... 2011 foi o entretempo da colheita.... Antes dele eu plantei....nesse ano eu esperei, eu arranquei o joio, tenho fé que 2012 será o tempo de colher, de segar, de encher os cestos, abastecer os celeiros.... Que 2012 traga para você o melhor de Deus para sua vida! Em Cristo Jesus, Van



Ás 20:02
|

**Comente Aqui Também**
5 Recadinhos também!