<BODY> ~*~* SEBASTIAN UM PROPÓSITO DE DEUS!!! *~*~



Sobre Nós


MEU NOME É VANESSA
SOU PAULISTANA
NASCI NO DIA 13/06 E HOJE MORO EM FORTALEZA, CE.
FUI AGRACIADA COM ALGUNS PRESENTES DE DEUS.
O PRIMEIRO É MEU AMADO ESPOSO HEIKO.
O OUTRO FOI O SEBASTIAN, NOSSO FILHO.
O SEBASTIAN FOI UM PRESENTE NÃO SÓ POR TER TRAZIDO ALEGRIA E MATURIDADE A NÓS.
MAS, POR TER NOS ENSINADO E OFERECIDO MUITO MAIS DO QUE PODERÍAMOS LHE OFERECER.
ELE NOS ENSINOU SOBRE UM AMOR SEM LIMITES.
SOBRE HUMILDADE.
SOBRE FÉ.
FIZ JORNALISMO, ESTUDEI ESTÉTICA
E HOJE FAÇO FISIOTERAPIA.
ASSIM SOU EU.
AMO APRENDER.
AMO MEU DEUS.
AMO MINHA FAMÍLIA. O SEBASTIAN PERMANECEU CONOSCO 5 ANINHOS.
SENDO- ME ENTREGUE POR DEUS NO DIA 04/07/2001
E ME PEDIDO DE VOLTA NO DIA 19/09/06.
SE O CÂNCER O LEVOU PARA O CÉU....
BEM, EU PREFIRO PENSAR QUE NÃO.
ELE ERA GRANDE DEMAIS PARA UM CÂNCER.
ACHO QUE ELE ATINGIU A ESTATURA PERFEITA DE DEUS
E SUA CRUZ LHE PERMITIU ATRAVESSAR PARA O OUTRO LADO....
PODERIA TER MILHÕES DE MOTIVOS PARA TODOS OS DIAS ACORDAR
E ACHAR QUE A VIDA É UMA GRANDE BRINCADEIRA
DE MAL GOSTO DE DEUS.....
MAS, AO CONTRÁRIO
TODOS OS DIAS EU AGRADEÇO POR FAZER PARTE DE TUDO ISSO.
POIS O QUE ME ESPERA.....
EU JAMAIS CONSEGUIRIA DESCREVER.....
ENTÃO.....SE VOCÊ JÁ ESTÁ AQUI,
PORQUE NÃO NOS CONHECE?



Nossos Vídeos






Contato





Link-me







Tempo






Passado

Visitinhas



Ganhamos



Créditos

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Raiva
Exite um sentimento dentro de nós que, imagino eu, na maioria dos casos é um intruso. E o fato de ser intruso, não nos faz, curiosamente, querer expulsá-lo. A contradição dele em nós, vai além de recebermos sua visita. Uma vez que ele se instala, nós, damos um nível de acesso à Ele que no final, apenas podemos lamentar a falta de controle. A ausência de portas corta-fogo em nossos corações. A trave na língua. O filtro entre mente e boca. A camisa de força retendo o ímpeto de nossas mãos. Esse sentimento se chama raiva. Violenta, fervilhante, inflamável. Existe muitos exemplos desses ataques em nossas vidas, na de amigos, chefe, marido,trânsito e familiares. Mas, permita-me ilustrar com 2 irmãos. Abel e Caim. O primeiro exemplo citado na Bíblia aonde a raiva é mencionada. Eles cresceram juntos. Ouvirão as mesmas cantigas de ninar. Brincaram nas mesmas planícies. Porém, suas condutas nos revelam duas formas, duas raízes, duas árvores, duas alternativas. No mês de dezembro, eu comemoro aniversário de casamento. Numa dessas ocasiões, havíamos programado jantar fora. Uma noite romântica. Um dia especial. Meu esposo me apanhou em casa, depois de um dia de trabalho, e no meio do trajeto, ele mencionou para passarmos rapidamente no Iguatemi de Fortaleza, que ele queria me dar um presente. Fomos para lá, e quem estava na direção do carro era eu. Dezembro não é o mês de estacionamento livre nos shoppings. Ficamos esperando ali, alguns minutos, quanto mais próximo do natal,pior fica não é mesmo? Eu entrei numa das ruas do estacionamento e fiquei parada ali, esperando uma vaga livre. Acho que é mais fácil do que ficar rodando otempo todo. Passados 25 minutos, o carro do nosso lado estava saindo. Liguei o pisca, dei espaço para o carro manobrar e.... Um ford KÁ vermelho entrou na vaga. Numa fração de segundos. Quase levando a frente do meu carro. Desci do carro, fui até a janela do motorista, e duas mulheres, riam e me perguntaram: O que foi? Algum problema? Dentro de mim, eu estava atônita! Era muita cara-de-pau! Eu respondi: -Senhora, faz quase meia-hora, que estou aguardando uma vaga, você quase colidiu com meu carro, pode fazer a gentileza de sair para que eu possa colocar meu carro na vaga? -O MUNDO É DOS ESPERTOS!!!!- ela me respondeu! -Como? A senhora tá louca? Pelo amor de Deus, vc me viu aqui esperando! -Deus? que Deus? Vai pra uma igreja procurar Deus! -Eu já respirava ofegante, e contava até mil! -E tem mais sua loira oxigenada, vai te catar! Pode parecer engraçado...mas, coloque-se no meu lugar. Eu voltei para o carro, o Heiko é muito calmo....ele nesse dia me falou. Deixa elas irem. Deixa. Eu vou esvaziar os quatro pneus e elas vão ficar a noite inteira aqui. Eu ouvia aquilo e a raiva que gritava dentro de mim, pensava: -Esvaziar pneus? Só! Eu vou é riscar a lateral toda do carro dela! O mundo é dos espertos.... num tõ acreditando! Numa luta de titãs que se travava dentro de mim, consegui falar: -Vamos embora! Eu vou rir na cara do diabo! Não vou estragar meu aniversário de casamento por causa dessas duas. Meu marido olhou para mim, e disse: Isso mesmo amor! Vamos! Nosso desabafo, não determinou nossa atitude. Em outros tempos, eu teria esvaziado os pneus. Essa é a natureza antiga, que quer sempre ressuscitar. Curioso né? Como existem velhas ações que aparentemente mortas e sepultadas, querem dar o ar da graça. Reaparecer. Ressurgir. Eu era uma descontrolada no trânsito. Minha família tem sua parcela de membros altamente irados. Pavio curto. Meu Deus! Os briguentos. Sabe, qualquer coisinha, tomam como pessoal? Tudo entra de forma distorcida? Por mais que a motivação seja instruir, proteger, amar. Aqui faço um parênteses: Raiva anda de mãos dadas com a rejeição! Deus nos deu esse sentimento.Ele colocou-o em nós. Irais mas não pequeis!Ef.4.26 O problema é que a maioria explode por que a rejeição naõ é tratada. Ela é o combustível. O detonador é a Raiva. Ficamos com ravia e acionamos a rejeição. Agora, imagine, que eu poderia matar, esganar, arrancar os cabelos de uma completa estranha, que me ridicularizava. Eu nunca tinha visto aquela pessoa nem mais gorda nem mais magra. E se fosse meu pai? Meu chefe? Um amigo? Meu marido? Se ao contrário do incidente no estacionamento, ele tivesse acontecido, em minha casa.Se meu marido tivesse esquecido a data? Não me desse um telefonema? Um cartão? Se meu pai, se opusesse a meu relacionamento? Se fosse eu questionando as notas do meu filho? Seu desempenho? Seu relaxo com o seu quarto? Se eu coagisse tanto alguém ao ponto de numa discussão se sentir prensado num cantinho? Ou o contrário. Se eu me sentisse tão negligenciada, tão preterida, tão rejeitada? Caim se sentiu assim. Ele se sentiu rejeitado. Deus perguntou a Caim: -Por que vc está furioso? Por que lhe descaiu o semblante? Se fizer certo, serás aceito! Gn 4:7 Caim se sentiu rejeitado por Deus! E sua raiva extravasou a rejeição que sentia. Assim, ele convidou seu irmão para ir ao campo e o assassinou. Deus não havia preterido Abel injustamente. Ambos sabiam que a expiação dos pecados se fazia através do derramamento de sangue. Caim trouxe frutos da terra.Abel trouxe a primogenita de suas ovelhas. Muitos de nós, em diversas ocasiões, ficamos como Caim. Por Que Deus não responde minha prece? Por que os maus dormem com seus filhos no quarto ao lado? Por que estou desempregado a meses, e sou fiel para contigo? Por que os injustos ficam milionários, prosperam, enriquecem? Por que meu marido morreu e o seu homicida está solto? Situações assim, nos enfurecem, ao ponto de se revoltar com aqueles que fazem metade do trabalho e são abençoados. Por que pra mim tudo é tão dificil? Uma brisa fresca então nos refrigera. Se a rejeição é a razão de nossos acessos de raiva,de fúria, a aceitação por parte dos que amamos e principalmente por parte de Deus não nos curaria? Porque nos apegamos aos sentimentos de Caim, e não entendemos a postura de Abel. Caim, naõ entendeu a questão do sangue. Não desejou a Graça. Quis fazer por seu próprio esforço. Ser abençoado na sua própria força. Ele dispensou o sangue. E ofereceu seu próprio fruto como oferta a Deus. No livro Amor acima de Tudo do Max Lucado,ele narra uma situação semelhante, aonde me inspirei para fazer esse post,mas, quero compartilhar um trecho do livro: A lingua chinesa tem um simbolo notável para essa verdade. A palavra para justiça é a combinação de dois desenhos. Em cima, tem um cordeiro, e embaixo do cordeiro, tem uma pessoa. O que te lembra isso? Cristo nos faz ser aceitos por Deus. Ele é o sangue derramado em favor de muitos. Ele é o expiador da culpa. Ele nos cobre. Abel pela fé entendeu essa verdade. Jesus me cobre do meu pecado. Não preciso viver com a rejeiçãó. Posso se aceito por Deus. Posso me encher do seu amor. Posso me encher de sua misericórdia. E permanecer firme no dia mau. Posso me irar e ir embora do shopping. Posso desistir da provocação no trânsito. Posso interceder ao invés de condenar. Posso ser aceito. Eu teria experimentado uma satisfação momentânea se tivesse esvaziado os pneus daquele carro. Hoje me regozijo por ter resistido ao meu acesso de raiva. A ter vencido a vontade de me auto-justificar. Tenho errado e machucado muito menos desde então. Entendo que não posso agradar a todos, que as pessoas falham, que coisas tristes acontecem, e resolvo meus questionamentos na Cruz. Jesus tem sido um gole de água fresca, quando minha cabeça ferve! Não é fácil raciocinar quando a raiva quer explodir, é como tentar aspirar para dentro de si palavras ditas em momentos de extrema frustração. Você pode decidir, escolher, aceitar, que sentir-se agredido pelos outros, é uma atitude. Pode-se abrir mão dela. Eu decidi isso, quando aceitei, que a parte mais ferida no final sempre era eu. Se tivesse dado vazão a minha raiva no estacionamento, teria acabado com meu aniversário de casamento. Se resolver acelerar e entrar na falta de paciência que impera o trânsito, serei mais uma louca dirigindo por ai. Posso escolher ligar o som, fechar os vidros, e ainda que todos a minha volta não tirem o olho do relógio, e o pé do acelerador,eu escolho uma outra atmosefera. Posso escolher...a graça ou reagir sempre! A VERDADE NUA E CRUA É QUE NA HORA DA RAIVA A GENTE SEMPRE FAZ BESTEIRA!!!!



Ás 14:01
|

**Comente Aqui Também**
0 Recadinhos também!